segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Um passeio pela cozinha transmontana...


Sim, o objectivo deste post é deixar-vos a salivar e imaginar os deliciosos pratos que se fazem e comem lá por cima... Mesmo quando se trazem os ingredientes lá da terrinha não é a mesma coisa, fica sempre a faltar um gostinho especial...


Uma prova de como há qualquer coisa mágica na comida que é feita no Norte é que até eu, recente tentativa de amostra de cozinheira, consegui preparar algumas refeições! Entre cabrito, galinha, bacalhau e diversas sopas que tive oportunidade de experimentar, o que mais me agradou foi o nosso cabritinho no forno acompanhado com os nossos grelinhos (esquecendo o pormenor de as batatas terem ficado cruas... mas isso foi apenas um pequeno pormenor..).


É importante notar que todos estes pratos foram avaliados por diversos "exigentes" e esfomeados juris, que aprovaram sempre (como seria de esperar tendo em conta que não havia outra cozinheira "ali à mão").


Brincadeiras à parte achei importante dedicar 1 post a esta cozinha tão característica e saborosa, na qual tive oportunidade de me iniciar nesta época de "descanso", enquanto não trabalhava ou passeava ou as 2 coisas ao mesmo tempo (que ainda era melhor!)...


Para terminar aviso já que aqueles que nos derem o prazer de nos visitar e por sorte (ou azar...) me apanharem por lá ficam desde já alertados para a possibilidade de a cozinheira ser inexperiente, desajeitada, mas empenhada! Segundo o meu paizinho quando se cozinha com amor a comida fica sempre boa... (se ficar mal já sabem porque é... não culpem a cozinheira... ;) )

6 comentários:

disse...

Pois...pois...só que com cabrito assim, fica dificil não dar os Parabens à cozinheira *****

Marta disse...

mariana é bom saber que te estás a tornar uma boa cozinheira.
Fico à espera de um convite para provar esses petiscos que aparecem nas imagens...
Entretanto vai treinando.
beijocas

Marco disse...

Foi com curiosidade que visitei o seu Blog.Chamou-me a atenção o local, sitio esse de pura beleza e que o homem ainda não adulterou.

Parabens

alentejana disse...

Como Alentejana, adorava passar um tempo em tras-os-montes, terra de Miguel Torga, de gentes que nos entende. Alentejo e Trás-os-montes teem muito em comum é pena os nossos governantes esquecerem que o interior também é Portugal. Mas como "gente com Raça" iremos sobreviver a mais este século, podem crer. Talvez no futuro nos deem razão e propriedades como estas não serão um oasis mas sim o futuro,de novo, de Portugal.

Elisabete Mota Ferreira

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

Wireless disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.